Manutenção em Cabeamento Ótico

Poste aqui suas dúvidas e sugestões sobre todas as tecnologias de redes e telefonia.
Temóstenes
Membro Júnior
Membro Júnior
Mensagens: 1
Registrado em: 13 Jun 2008, 16:50

Manutenção em Cabeamento Ótico

Mensagem por Temóstenes » 13 Jun 2008, 16:54

Prezados,

Estou com umas dúvidas no momento de fazer manutenção preventiva e/ou preditiva nas redes óticas da minha empresa (fazer ou não fazer, periodicidade, ações etc). Vocês sabem ou podem me indicar literatura/sites da experiência mundial sobre o assunto? Fico desde já agradecido! Abraços. Temóstenes

ronaldobf
Moderador
Moderador
Mensagens: 328
Registrado em: 28 Jan 2006, 03:34
Localização: Araras/Campinas - SP

Mensagem por ronaldobf » 15 Jun 2008, 06:22

Olá!

É interessante manter o cabeamento em dia. Isso é feito através de documentação. Se você possui a documentação de sua rede, tudo se torna muito mais fácil.

Acredito que se você seguiu as normas de cabeamento estruturado, já certificou seu cabeamento anteriormente, dificilmente haverá problemas.
Depois de um certo tempo, por causa de manobras de cabos, emendas de fibra cortada, etc, o cabeamento acaba se deteriorando. Por isso, é aconselhável que se faça uma inspeção nos pontos de consolidação. Fazer checagem da organização do cabeamento, plugs, etc...

Se possível, o ideal é recertificar o cabeamento, caso o mesmo tenha sido feito há muito tempo atrás.

Lembrando que se você tem seu cabeamento organizado, documentado, dificilmente encontrará problemas.

Abraços,
Ronaldo A. Bueno Filho

ana1
Membro Júnior
Membro Júnior
Mensagens: 9
Registrado em: 27 Out 2008, 15:16

Re: Manutenção em Cabeamento Ótico

Mensagem por ana1 » 10 Mar 2009, 17:27

Temóstenes escreveu:Prezados,

Estou com umas dúvidas no momento de fazer manutenção preventiva e/ou preditiva nas redes óticas da minha empresa (fazer ou não fazer, periodicidade, ações etc). Vocês sabem ou podem me indicar literatura/sites da experiência mundial sobre o assunto? Fico desde já agradecido! Abraços. Temóstenes
Olá!

Estou iniciando no mundo da fibra, e ainda tenho algumas duvidas referente a organização de uma documentação para não me perder com as fibras ópticas.
Assim, me falaram algo referente as cores das fibras, digamos que um feixe de 6 pares de fibra (para identificação dos pares) se inicia com a cor vermelha, depois a cor amarela. Ou seja, vermelha = par 1, e amarela = par 2. E segue... só para localização dos pares..

Enfim, alguem sabe algo a mais sobre isso, como posso organizar essa documentação, tem algum software que localize os pares de fibra ou algo parecido?!

vlw!

ronaldobf
Moderador
Moderador
Mensagens: 328
Registrado em: 28 Jan 2006, 03:34
Localização: Araras/Campinas - SP

Mensagem por ronaldobf » 16 Mar 2009, 02:53

As cores, geralmente, são usadas apenas como apoio de campo e muito recomendada. Se você precisa saber qual é o cabo que é o backbone em meio a outros cabos de mesmo modelo, na mesma eletrocalha, por exemplo, você pode usar uma cor diferente para facilmente distinguir qual é a função do cabo que ali está. Geralmente, para cabeamento metálico, eu acabava usando a cor vermelha para o backbone, azul para cabeamento horizontal. Existem sim algumas recomendações de cores, mas na prática, fica quase que inviável, pois estas, sugerem que para saída para a telco, seja de uma cor, para backbone, outra cor, para telefonia convencional, outra cor, e assim va. Se você tiver que trocar um cabo, precisará ter um estoque de cada cor. Por isso acaba-se usando apenas cores para diferenciar backbone de cabeamento horizontal. Já em patch-panels (cross-connects), é aconselhável também o uso de cores, assim, você consegue identificar a função do cabo, mas sempre limitando-se a cores simples, padrão e fácil de achar no mercado.

A melhor forma de organização é documentar sua rede com códigos muito bem definidos e etiquetar corretamente cada ponto, cabo, eletrocalha, conduíte, patch-panel, switches, etc.

Eu recomendo se basear na norma ANSI/EIA/TIA-606A (Normas para administração da infra-estrutura de telecomunicações em edifícios comerciais), o qual aborda justamente esse tema. Lá, você encontra sugestões de como definir códigos, bem como documentar toda sua rede.

Também temos a norma brasileira da ABNT chamada NBR-14565, baseada na ANSI/EIA/TIA, que apesar de antiga e desatualizada (ano 2000), ela é bem explicativa. Talvez, para a adoção do código, pode-se se basear nesta norma.
Se você tiver dificuldades com inglês, leia esta norma, que apesar de desatualizada, como disse, ela é bem explicativa e você terá o entendimento básico. A grande maioria das pessoas no Brasil, acaba usando o padrão de nomes desta norma, mas todo o restante da EIA/TIA-606A

Uma coisa importante é onde arquivar todas essas informações.
Um termo chamado de "As-Built" é o conjunto de toda a documentação da rede. Nele, constam as plantas elétricas e de aterramento, plantas de telecom, indicando cada device, pontos de rede, a estrutura de etetrocalhas, dutos, caixas de passagem, etc. Nele consta todas as reuniões que você fez com o cliente, consta o encaminhamento de rotas, consta as discrepâncias encontrada(discrepância seria algo como se você recomendasse algo no projeto e o cliente não aceitou. você tem que documentar isso para provar que não foi erro de projeto). Também, no as-built, vai conter todas as legendas utilizadas, os padrões dos códigos, as normas em que você se baseou, etc. Enfim, é o conjunto de todas as informações do projeto. Se você alterou algo, isso vai pro as-built.

O encaminhamento de rotas é baseado nos códigos de sua documentação, os quais identificam unicamente cada componente, seja ele um patch-panel ou uma simples porta. Isso serve para você conseguir, através de uma documentação, seguir o cabeamento fim a fim.

Exemplo:

PP000 - Patch-Panel e 99 indica um número, o qual o primeiro é o pavimento em que se encontra o patch-panel e os outros dois dígitos seriam o que o identifica unicamente neste pavimento

PP000-PT01 - é o patch-panel, mas agora, seguido de PT01, o qual indica a porta 1 deste patch-panel (PT01).

EC000 - Eletrocalha e o número indica ele unicamente

DC000 - Duto

ATR = área de trabalho

PT001-03 - PT é o ponto de rede 3 da área de trabalho 001 (ATR001)

Por aí vai...

Exemplo: Para o cabo UTP0001 = PP02-PT01 / EC001 / EC002 / DC001 / PP04-PT08

Fiz este exemplo sem muita elaboração, só para entendimento, isto é, o encaminhamento de rota neste caso seria:

O cabo UTP0001 está originando-se na porta 01 do patch-panel 2 (PP02-PT01), ele passa pela eletrocalha EC001, depois, pela eletrocalha EC002, e depois, pelo duto DC001 e, finalmente, ele termina no patch-panel 04 na porta 08 (PP04-PT08).

Esse é o encaminhamento de rota do cabo UTP0001.
É meio chato de entender de início, mas depois fica fácil.

Para organizar seu encaminhamento de rotas, acredito que com o excel apenas você consegue. Bastando usar a ferramenta filtros do excel para te ajudar a filtrar informações.

Lembrando que todas as normas são pagas e, no Brasil, elas não são obrigatórias, mas sim, recomendações.
Uma definição de normas, que gosto de usar, nada mais é do que: "eu fiz assim e funcionou perfeitamente, faça igual e garanta a sua rede".

Eu aconselho o uso das normas :)

Abraços,
Ronaldo A. Bueno Filho

ana1
Membro Júnior
Membro Júnior
Mensagens: 9
Registrado em: 27 Out 2008, 15:16

Mensagem por ana1 » 16 Mar 2009, 09:34

Olá ronaldobf,

Agradeço a atenção por suas informações! Maaas acredito que eu não tenha sido mto clara, mas sobre o cabeamento que me referia era o cabeamento óptico! Mas especificamente a capa protetora da fibra, como na minha utilização terei um tubo com 12 fibras ópticas, e qdo elas forem utilizadas, para ser feita a fusão e tals, eu precisava ter o controle delas, e para essa diferenciação, dessas 12 fibras, elas iniciam suas cores (como irei usar Furokawa) pela cor verde (a primeira fibra) em seguida a cor amarela e as restantes são brancas. Essas cores estão colocadas desta forma somente para dar inicio a identificação
(foi isso que consegui interpretar e localizar em alguns sites... mas se eu estiver errada me corrijam!)
Um arquivo para entender melhor:
http://www.inforede.net/Technical/Layer ... _(POR).pdf
na página 24 é possivel visualizar as cores que mencionei

Pelas pesquisas que eu fiz encontrei que a norma ABNT NBR 9140 detalha mais isto... se a alguem tem e quiser passar algumas informações... agradeço!

vlws

[]

Gasper
Membro Master
Membro Master
Mensagens: 63
Registrado em: 29 Out 2008, 01:37
Localização: Teresina- PI

Postagem

Mensagem por Gasper » 16 Mar 2009, 11:38

Olá ana1, o link postado por você esta quebrado, post o link novamente para que possamos analisar o material e até mesmo aprender mais com ele ..

Agradeço


:roll:

Gasper

ana1
Membro Júnior
Membro Júnior
Mensagens: 9
Registrado em: 27 Out 2008, 15:16

Mensagem por ana1 » 16 Mar 2009, 11:43

oi gasper,

era só ter copiado a linha inteira, mas ai vai (acho que com o mesmo defeito por causa dos parenteses...):
http://www.inforede.net/Technical/Layer ... _(POR).pdf

mas repetindo... copie o link inteiro, a linha inteira neh, até o ".pdf" que irá funcionar

:)

Gasper
Membro Master
Membro Master
Mensagens: 63
Registrado em: 29 Out 2008, 01:37
Localização: Teresina- PI

Corrigido

Mensagem por Gasper » 16 Mar 2009, 11:59

Olá ana1,

este material é muito bom, vou dar uma estudada por ele.

Ah, o link esta ok. O que estava ocorrendo realmente foi o que você mencionou..

Obg

:roll:

Gasper

ronaldobf
Moderador
Moderador
Mensagens: 328
Registrado em: 28 Jan 2006, 03:34
Localização: Araras/Campinas - SP

Mensagem por ronaldobf » 17 Mar 2009, 02:42

Ronaldo A. Bueno Filho

Responder